II ATO NACIONAL PELA ANULAÇÃO DO IMPEACHMENT

Post Thumb

Dia 11 de outubro, caravanas de todo o país sairão rumo à Brasília (DF), onde ocorrerá o II Ato Nacional pela Anulação do Impeachment.
Todas as cidades do país estão mobilizadas e a organização das caravanas serão feitas por cada comitê regional.
Após um ato-debate, realizado na Esplanada dos Ministérios, com a presença de militantes, parlamentares, partidos e defensores da causa da Anulação do Impeachment como via urgente para a crise da Democracia no Brasil, a marcha seguirá para o STF, onde bandeiras e faixas serão erguidas.
Com as palavras de ordem "Anula STF" e "Volta Dilma!", apresentaremos banners de diversas capitais do Brasil, com imagens que somarão as 100 mil assinaturas físicas já recolhidas pela anulação, em todo o país. Anunciaremos que hoje somos 100 mil contra o impeachment e, nos próximos atos, voltaremos com 1 milhão de assinaturas para entrega definitiva ao STF.

O I Ato Nacional pela Anulação do Impeachment aconteceu em 21 de junho e reuniu na Praça dos Três Poderes grupos de pessoas de várias cidades, vários partidos, sindicatos e associações para pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF) a julgar o mérito da anulação do impeachment (processo este, parado na justiça há mais de um ano).

O ato debate promovido no I Ato Nacional pela Anulação do Impeachment, contou a presença de dirigentes da executiva nacional do PT, do líder do partido no Senado, Lindbergh Farias (RJ), da Deputada Federal Érika Kokai, o diretor do Sindicato dos Servidores Públicos do Distrito Federal, Expedito Mendonça, o presidente do PCO, Rui Costa Pimenta, a ativista e militante do PT Edva Aguilar, entre outros deputados e senadores.

Caravanas de pessoas das regiões administrativas do DF e de cidades do de Minas Gerais, Goiás, Rio e São Paulo, reuniram centenas de pessoas em frente à sede do STF. Na ocasião, uma carta endereçada à Ministra Cármén Lúcia, Presidente do STF, pediu celeridade no andamento dos mandados de seguranças impetrados pela defesa da Presidenta Dilma Rousseff, pedindo a anulação do processo de impeachment e seu retorno imediato ao cargo que 54.5 milhões de votos garantiram à ela.

O II Ato Nacional pela Anulação do Impeachment pretende reunir milhares de pessoas em frente ao STF e sensibilizar toda a sociedade brasileira a se mobilizar contra o golpe.

No próximo dia 11 de outubro, a militância pela anulação do impeachment, anunciando a coleta física de 100 mil assinaturas de brasileiros, espera criar um constrangimento político às nossas instituições jurídicas que, por desrespeito à Democracia no Brasil, se omitem da função de analisar a ausência de mérito que provocou o afastamento da presidenta eleita, anulando este impeachment e devolvendo so povo brasileiro, o Estado Democrático de Direito no Brasil.

“Isto aqui é uma ação para tomada de posicionamento no sentido de reivindicarmos o que é de direito dos brasileiros, com a anulação desse impeachment. Um impeachment sem crime foi um golpe que colocou o Brasil num estado de exceção” - fala do Deputado Federal pelo Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, durante o I Ato Pela Anulação do Impeachment, em 21 de junho.

Para acompanhar as caravanas, entre em contato com o comitê mais próximo.

Para colaborar com esta campanha, faça sua contribuição pelo crowdfund Vakinha, clicando aqui.
Só um povo mobilizado, vence o golpe.

Ocupe seu espaço nessa luta que é de todos e todas!

  • 03/10/17
author

COLETA DE ASSINATURAS

Participe da campanha de Coleta de Assinaturas pela Anulação do Impeachment.
Colete assinaturas na sua cidade, no seu bairro, trabalho. Convoque os amigos. São 10 assinaturas por página. Imprima quantas páginas precisar e colabore nesta Ação Popular que pretende alcançar 1,3 milhões de brasileiros.
Você pode enviar suas folhas de assinaturas pelos Correios ou entregar, pessoalmente, em um dos nossos pontos de coleta na cidade.


Saiba Mais

Baixe o arquivo em PDF

Back to Top